EXPELIDO

home    message    submit    archive    theme
©
Leomas Hercules (@TrespassingJ), 18, Brazil.

Eu nu num quarto branco
vendo sobre meu corpo o que não aprendi,
mostrando-lhe o sorriso tímido que colhi.
E por ele você está em algum lugar esperando.

Eu inferior a qualquer criatura,
gosto de atenção,
gosto do sermão.

Posso lhe dar o que quiser,
como uma rosa feita para exalar,
como um choro para expelir,
como a paixão para machucar.

Eu coberto num quarto branco
vendo sua diversão na minh’alma.
posso ser uma menina mimada
ou apenas menino.

Eu adorador de desafios,
fui feito para seu prazer.
fui feito para doer.

Imagino…
Imagino seus lábios me borrando,
sussurrando frio.
Mas apenas fantasio…

Eu dócil como violência,
obedeço.
Através do quarto branco, escrevo.

(Por: @TrespassingJ)

Sinto a chuva nas chamas,
o barulho e o gosto.
me sinto deitado no asfalto,
e você atordoado,
lá fora, vendo contorcer aquele coração molhado.

Toda solidão é resumida em horas como essa,
toda sujeira, diversão e noites em claro,
são dádivas que não encontram saída pela janela.

Quarto quase inferno,
a razão não pode pedir perdão.
não encontra um alguém para tal companhia,
e por isso minha mão era sua diversão,
do pequeno ao grande, do prazer ao pesadelo.

Fraco do que já disse,
tudo se torna redondo e exato.
não estou arrependido,
só não quero prometer leis com as quais não cumprirei,
como você fez.

Me culpe por ser quem sou,
adoro ser quem sou.
Estou louco?
Contei uma fantasia ou alguma verdade?
Algo errado surgiu?

Ao meu redor as dores são as mesmas,
e essa é nossa grande diferença.
pois a cada gota que caiu,
entre chuva nas chamas
o seu eu queimou.

tenho alguém lá fora que de tanto esperar,
secou…

(Por: @TrespassingJ)

Me sinto frustado,
como uma garrafa vazia à beira-mar.
atravessei os sete mares, mas meu
temperamento só subtraiu.
Me sinto descarregado,
sinto fome de todas as coisas,
carnal, canibal, vegetal, espiritual.
me sinto desarmado.

Sentimento que se veste de cobra,
nada pelo meu corpo,
corpo de marés, corpo de tempestade.
Fruta oca deslizando afora,
mordida pelas lágrimas da igualdade,
diferenciam minha sensibilidade.

Cada pedaço e cada mania
meu ego trouxe,
vocês são minha doença cômica,
vocês foram.
Nada mais que uma surpresa atômica,
vocês me deixaram cair,
da sensação e emoção,
vocês se foram.

Você como mais um se foi…

Mas…

Meu reino de glória agora me guarda com braços fortes,
protegido pela corrida e salto,
de olhos fechados
para olhos entediados.
Porque não sei lidar com sentimentos,
fui feito pra arte dos ventos…

(Por: @TrespassingJ)

Querido,
Não digas que precisa de mim.
Seus sentidos falham,
E meu fôlego está no fim.

Eu precisei, eu acreditei.
E estava próximo a uma mentira,
Acreditei de novo no amor
E acabei num beco sem saída.

Querido,
Não faça promessas ou engane,
Por bem ou por mal,
Esteja certo, meu querido
De que sua jornada é insana.
Não mova mais meus sentimentos
Para debaixo da cama.
Seja o que quiser ser longe de mim,
Por que querido,
O concreto está mais do que partido.

Querido, não gaste suas forças.

(Por: @TrespassingJ)

Hoje me perguntaram: Por que música?
Em seguida, um flashback momentâneo veio em minha memória, das lembranças das músicas de infância, adolescência e de tudo o que passei até agora. O choque foi tão imenso que não poderia viver sem ao menos uma resposta coerente para as inúmeras que tenho a dar. Música é arte e um dos modos mais belos de se expressar. Música é vitalidade, me salvou de momentos em que me sentia atordoado, em que eu não sabia quem era ou poderia ser. Onde havia desordem e solidão ela trouxe calmaria e sensibilidade. E tudo isso fora a escapatória para as forças concentradas em mim hoje. Em possibilidade alguma poderia me ver sem música, não estudar música, não querer trabalhar futuramente com música, e o mais importante, não ser música. Imagine-se de olhos fechados, não podendo enxergar a própria escuridão que te cerca, imagine aquela sombra apática que você pode carregar nas costas, imagine a vida sem ritmo, um coração sem batimento cardíaco. Impossível, não é? Esse é o modo que me sentiria se não houvesse… Não! Nem pense nisso!
Em um universo de possibilidades e criatividade, dentre todos os maravilhosos instrumentos musicais, escolhi o Piano. Aquele que se assemelha aos nossos passos, pois cada nota torna-se um acorde diferente, cada passo que você dá, cada atitude que tens, torna-te o criador do seu próprio caminho, e o compositor da sua própria estrada. Agradeço à Música, agradeço à essa energia, à essa vibração que queima, transborda e transcende corações. Escute, viva, seja Música!

(Por: @TrespassingJ)

Eu não quero seu dinheiro,
não quero tuas frescuras
e muito menos seus medos.

eu quero o mundo,
eu me quero,
não coberto com marcas ou jóias,
mas com o meu mar de rosas.

Eu não quero teu ombro amigo,
não quero seu sorriso,
muito menos tuas coisas comigo.

eu quero o mundo,
eu me quero com egoísmo,
eu quero atenção.
toda aquela que tu afastaste
eu quero comigo.
eu quero o mundo,
da mesma forma que ele me quis,
o melhor de mim,
e sentir assim,
todo meu eu elixir.

(Por: @TrespassingJ)

Tão oco, tão cansado, tão inútil, tão eu.